Saúde das aves

Os principais vírus dos psitacídeos

As espécies de psitacídeos estão entre as mais criadas no Brasil, e constantemente surgem problemas de saúde muito característicos destas aves. Pensando nisto, preparamos uma matéria falando um pouco sobre os três principais vírus que acometem os psitacídeos e seus principais sintomas, confira abaixo:

CIRCOVÍRUS (DOENÇA DE BICO E PENAS)

Infecta preferencialmente filhotes até os três anos de vida e, pelo fato da ave jovem ainda estar com seu sistema imune em formação. Aves adultas podem ter infecções consideradas transitórias, isso mesmo, a ave fica um tempo infectada pelo vírus e depois o elimina naturalmente sem muitos efeitos negativos para a saúde da ave.

O vírus também pode infectar fígado, sistema nervoso central e o sistema imune causando diminuição da resistência a infecções. Por consequência, a morte pode ocorrer por infecções secundárias causadas por outras bactérias, fungos, parasitas ou vírus.

Os sintomas incluem perda irreversível de penas, desenvolvimento de penas anormais e bicamento de penas. Também pode aparecer crescimento anormal do bico, lesões simétricas do bico e, ocasionalmente, nas narinas. Em estágio avançado da doença é comum aparecer depressão (apatia e encorujamento) e rápida perda de peso.

HERPESVÍRUS DE PACHECO (DOENÇA DE PACHECO)

É uma hepatite viral severa, altamente contagiosa e letal. A infecção é muito rápida e contagiosa, uma ave infectada começa a disseminar o vírus entre 3 e 7 dias após o contágio. O principal sintoma da presença do vírus é quando após a introdução de uma nova ave no plantel, outras aves saudáveis começam a morrer misteriosamente.

Estudos sugerem que psitacídeos da fauna brasileira são mais suscetíveis ao vírus, os sintomas incluem aves abatidas e tristes (letargia), diarreia, penas arrepiadas, sinusites, anorexia, conjuntivite e tremores de pescoço, asa e pernas.

Em animais portadores assintomáticos foi mostrado que fatores de estresse como mudanças climáticas, realocação em plantéis, reprodução e perda do companheiro podem ativar o vírus causando a doença e morte desse animal, além de aumentar significativamente o número de vírus sendo disseminados nas fezes.

POLIOMAVÍRUS AVIÁRIO

Pode ser facilmente confundido com Circovírus, é considerado pelos especialistas como uma das doenças mais significantes que acometem aves de gaiola, o vírus é capaz de infectar a maior parte das espécies de psitacídeos do mundo.

Aparentemente o vírus causa mais mortalidade em filhotes neonatos de 14 a 56 dias, enquanto adultos podem desenvolver imunidade do vírus. Os sintomas incluem abdômen inchado, depressão, perda de apetite, anorexia, perda severa de peso, regurgitação, diarréia, desidratação, anomalia das penas, hemorragias abaixo da pele, dispneia (falta de ar), poliúria (fezes aguadas), ataxia (falta de coordenação muscular), tremores, paralisia e morte súbita.

Gostou? Não deixe de compartilhar com os amigos e visite nosso site www.scbiotec.com.br para maiores informações.

Gostou? Compartilhe com os amigos !!

About São Camilo Biotecnologia

4 thoughts on “Os principais vírus dos psitacídeos

  1. The men’s prostate is the central portion of a male’s reproductive system. It secretes fluids that aid in the transportation and activation of sperm. The men’s prostate is found just before the rectum, below the bladder and all around the urethra. When there is prostate problem, in most cases very uncomfortable and inconvenient for your patient as his urinary strategy is directly affected.

    The common prostate health issues are prostate infection, enlarged prostate and cancer of prostate.

    Prostate infection, also known as prostatitis, is among the most common prostate-related problem in men younger than 55 years of age. Infections with the men’s prostate are classified into four types – acute bacterial prostatitis, chronic bacterial prostatitis, chronic abacterial prostatitis and prosttodynia.

    Acute bacterial prostatitis could be the least common of varieties of prostate infection. It is brought on by bacteria found in the large intestines or urinary tract. Patients can experience fever, chills, body aches, back pains and urination problems. This condition is treated by utilizing antibiotics or non-steroid anti-inflammatory drugs (NSAIDs) to help remedy the swelling.

    Chronic bacterial prostatitis is a condition of a particular defect in the gland and also the persistence presence of bacteria in the urinary tract. It can be caused by trauma towards the urinary tract or by infections via the rest with the body. A patient can experience testicular pain, spine pains and urination problems. Although it is uncommon, it could be treated by removal from the prostate defect as well as the use antibiotics and NSAIDs to take care of the redness.

    Non-bacterial prostatitis is the reason for approximately 90% coming from all prostatitis cases; however, researchers have not even to establish the causes of these conditions. Some researchers believe that chronic non-bacterial prostatitis occur because of unknown infectious agents while other believe intensive exercise and high lifting could cause these infections.

    Maintaining a Healthy Prostate

    To prevent prostate diseases, a proper diet is important. These are some in the things you can do to maintain your prostate healthy.

    1. Drink sufficient water. Proper hydration is important for health and wellness and it’ll also keep the urinary track clean.

    2. Some studies suggest that a number of ejaculations per week will assist you to prevent cancer of the prostate.

    3. Eat beef sparingly. It has been shown that consuming more than four meals of beef every week will increase the probability of prostate diseases and cancer.

    4. Maintain a suitable diet with cereals, vegetable and fruits to be sure sufficient intake of nutrients essential for prostate health.

    The most significant measure to take to make certain a wholesome prostate is to choose regular prostate health screening. If you are forty yrs . old and above, you ought to go for prostate examination at least per year.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *